Total de visualizações de página

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

"O menino", Pélico

Pélico compôs uma canção que eu gostaria de ter composto.



O menino fugiu, se perdeu nessas ruas que sabia de cor
As palavras ardiam, soavam mais duras do que seu pai lhe ensinou

Adiante sujou suas mãos, mas o Senhor lhe perdoou
Afinal, a inocência é um pequeno barco que nunca mais volta pro cais

E mais tarde foi parar entre as pernas de um amor casual
E entendeu que a paixão são fragmentos de amores num velho colchão

E um dia…

Conheceu bons amigos leais que o ensinaram a mentir
E da mentira aprendeu, que só se rouba uma história se for pra cantar

E chorou com as belas canções de anônimos, poetas de bar
E sorriu sem saber onde nascem os dias que ainda estão por vir

E por fim, concluiu: Não se atravessa uma vida sem magoar alguém

Nenhum comentário :